Search
A Instituição – IBISS
fade
1961
page,page-id-1961,page-template,page-template-full-width,page-template-full-width-php,eltd-core-1.0,averly-ver-1.0,eltd-smooth-scroll,eltd-smooth-page-transitions,eltd-mimic-ajax,eltd-grid-1200,eltd-blog-installed,eltd-main-style1,eltd-disable-fullscreen-menu-opener,eltd-header-standard,eltd-sticky-header-on-scroll-down-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-dropdown-default,eltd-light-header,eltd-fullscreen-search eltd-search-fade,eltd-enable-sidemenu-area-opener,eltd-side-menu-slide-with-content,eltd-width-370,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

A Instituição

Conheça mais sobre nossa missão e objetivos
SOBRE O IBISS-RIO

O Instituto Brasileiro de Inovações em Saúde Social – IBISS é uma Instituição beneficente sem fins lucrativos, reconhecida como entidade filantrópica, detentora dos títulos de Utilidade Pública Municipal, Estadual e Federal, e certificada pelos Conselhos Nacional de Assistência Social e, também, Estadual e Municipal, que iniciou suas atividades em 1990, assumindo um papel fundamental nas lutas pela defesa dos direitos dos cidadãos excluídos.
O visionário fundador do IBISS-Rio, Nanko Geerdines Van Buuren buscou na simbologia do pássaro Ibis inspiração para transformar a realidade social daqueles que precisavam aprender a voar. Dessa forma o IBISS-Rio, ao longo de sua história vem contribuindo para mudanças de paradigmas das pessoas atendidas pelas ações desenvolvidas, a fim de que possam, através do exercício da cidadania acessar seus direitos e ser agente de mudança de sua realidade social.
Nosso memorável e falecido presidente Nanko Geerdines Van Buuren esteve à frente das denúncias, junto aos organismos de defesa dos direitos humanos, nacionais e internacionais, para tornar público dois fatos históricos que marcaram os movimentos sociais da cidade do Rio de Janeiro. Chacina da Candelária, quando na madrugada de 23 de julho de 1993 próximos às dependências da Igreja da Candelária, seis menores e dois maiores morreram e várias crianças e adolescentes ficaram feridas. Outro fato a destacar é a Chacina de Vigário Geral ocorrida em 29 de Agosto de 1993, onde foram mortos vinte e um moradores da favela de Vigário Geral localizada na Zona Norte.
Tais fatos nos remetem as heranças da ditadura, que ainda persistem no imaginário e na prática de grande parte da população até os dias de hoje e elevam o papel das organizações de representação social , na luta pela defesa intransigente dos direitos humanos, na resistência as pressões midiatistas de alguns grupos reacionários, que lutam pela maior idade penal, por pena de morte, pelo extermínio de grupos marginalizados, entre outros.
Os princípios éticos e sociais, com foco na defesa dos direitos humanos e as diretrizes organizacional firmados pelo IBISS-Rio desde sua fundação, são fundamentos inegociáveis da atual direção presidida pelo Diretor Sebastião Santos.

CONHEÇA NOSSOS OBJETIVOS
Os projetos desenvolvidos pelo IBISS-Rio visam alcançar segmentos da população que estão excluídos de seus direitos, sem acesso à saúde, educação, emprego ou habitação, e que vivem ao mesmo tempo sujeitos à violência policial e ao terror imposto pelo tráfico de drogas e grupos ligados às chamadas milícias. Também colabora na formação política das lideranças locais, para que as comunidades ganhem mais autonomia na defesa de seus direitos.
PERFIL DO PRESIDENTE DO IBISS-RIO
Tião Santos foi escolhido para assumir a presidência do IBISS-Rio, em 2015 , após a triste perda do presidente Nanko. Tião Santos, 35 anos, passou a infância brincando no lixão do Jardim Gramacho, localizado em Duque de Caxias, Rio de Janeiro. Transformava o que encontrava no lixo em alimento e diversão. Até que o que era lixo transformou sua vida. Aos 15 anos, Nanko o levou para fazer curso de Jovens Lideranças no IBISS, por perceber que nele havia uma liderança. Tião passou a trabalhar na cooperativa do local, considerado o maior lixão da América Latina até ser fechado em 2012. E foi assim que se tornou presidente da Associação dos Catadores do Aterro Metropolitano do Jardim Gramacho.

INSPIRAÇÃO

AMOR

SOLIDARIEDADE