Search
Programa de Sociabilização: Sou Menina Mãe – IBISS
fade
6698
single,single-portfolio-item,postid-6698,eltd-core-1.0,averly-ver-1.0,eltd-smooth-scroll,eltd-smooth-page-transitions,eltd-mimic-ajax,eltd-grid-1200,eltd-blog-installed,eltd-follow-portfolio-info,eltd-main-style1,eltd-disable-fullscreen-menu-opener,eltd-header-standard,eltd-sticky-header-on-scroll-down-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-dropdown-default,eltd-,eltd-fullscreen-search eltd-search-fade,eltd-enable-sidemenu-area-opener,eltd-side-menu-slide-with-content,eltd-width-370,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Programa de Sociabilização: Sou Menina Mãe

Projetos

Programa de Sociabilização: Sou Menina Mãe

Sou Menina Mãe

Objetivos do projeto e atividades-chave

Desenvolver um novo olhar sobre a adolescência, num recorte para as adolescentes mães e seus filhos, a partir de orientações que incidem sobre a prevenção a gravidez não planejada e sua recorrência.

Estimular o desenvolvimento de mecanismos de promoção à saúde, a educação e a qualificação profissional como ferramentas para transformação da realidade social de 100 adolescentes e jovens mães (12 a 21 anos) e seus filhos, residentes em favelas (Curicica e Gramacho).

Três pilares de promoção social:

Cursos gratuitos e atividades culturais: música, cozinha, penteados, computação, teatro, etc.

Atenção básica: café da manhã e almoço para mães e seus filhos; uma cesta mensal com nutrientes; e auxílio transporte.

Atenção social: apoio social, psicológico e pedagógico, com palestras semanais sobre direitos sociais, cuidado com corpo e prevenção a doenças e trabalho e renda.

O projeto em fatos e números

Data de início: 1996.
100 mães e suas crianças por ano;
7 funcionários diretos e 6 instrutores indiretos;
200 alimentação diária;
100 bolsas de nutrientes mensal.

Resultados 2015-2016
Participaram 100 adolescentes: 100% realizaram atendimento pré-natal; 100% de vacinas para crianças;
Escolas: 83% retornaram ao ensino formal e 17% estavam fora da escola;
Bebidas e outras drogas: 93% não experimentaram drogas ilícitas novamente; 76% declaram fazer uso de bebidas alcoólicas socialmente; 7% fazem uso de outras drogas e buscam tratamento;
Trabalho: 35% trabalham no salão de beleza; 53% vendem comida para festas; 12% trabalham formalmente (lojas e escritórios).

O que dizem as meninas sobre o benefício do projeto SMeM para elas mesmas:

M – “Me ajudou a fazer o meu projeto de vida. Depois do curso de cabeleireira estou trabalhando no salão e voltei a estudar.”
B – “Depois do projeto não aceito que meus namorados me usem sexualmente.”

Importância do projeto para as meninas:
Estimular o autoconhecimento, a elevação da autoestima e a definição de metas de transformação da realidade social como projeto de vida.

Date:

2 de outubro de 2014